Criciúma SC,

Cadastre seu e-mail       Página Inicial    Favoritos    Indique esta página     Divulgue seu ministério!

.

-

Home

Marketing Ministerial

Doações

Fotos

Músicas

Shopping

Sobre nós

Parceiros

Vídeos

Contatos

Artigos

Aulas de música

Cifras

Dança

Destaques

Fórum

Teatro

Técnica vocal

Vida de Adoração

Aprenda Piano

Blueberry

Google Adwords

Loja do Louvor

Artigos

Pregação

Igreja Batista

Goocrente

Musicas Evangelicas

 


Sim, todos os dias!
Às vezes
Não, nunca!


  resultados

 

 

 

 

 

Aulas de Música - Teoria Musical, Violão, Curso, Teclado, Instrumento

 

 

Como cifrar uma música | por José Ferreira Neto

Não existe uma regra para cifrar uma música, o que estamos explicando as seguir são os toques básicos para cifragem.

Você deve ter em mente que para que a cifra fique boa, deve ter uma base de conhecimento de teoria musica, se quiser que fique ótima, daía vai ter que se esforçar um pouco e afundar a cara num livro, tipo Dicionário de Acordes Cifrados, do Almir Chediak, do contrário alguém sempre encontrará erros de escrita ou exageros e até "incompreenções" na sua escrita.

Grandes nomes como B. B. King não aprenderam a teoria, mas sabem-na devido à convivência, dependência e subsistência da música.

Antigamente era fácil você cifrar uma música porque sempre respeitavam (com algumas exceções) um campo harmônico mas hoje... quem nunca ouviu Oficina G3 sem se arrepiar... os caras tocam coisas que parecem desconexas, notas que nada têm a ver com o acorde base do hino. Esse é o motivo de "descabelo" entre os músicos que querem tocar as músicas deles.

Para aprender cifrar uma música você deve ter, além dos conhecimentos citados, criatividade, aliás, muuuuiiitttaaa criatividade se não sua música vai soar "Maria vai com as outras".

Lembre-se: Criatividade não se aprende em escolas, é um dom nato! O que você aprende nas escolas é teoria, aplicações, organização e o "idioma da música", isso equivale aprender a falar satisfação (correto) para não confundir com sastifação(incorreto), entendeu?

Mas vamos ao que interessa!

1 - Para cifrar uma música corretamente você precisa:

Saber de cor a melodia da música!

Isso quer dizer que não adianta ouvir uma música pela primeira vez e colocar o CD no CD-Player e tocar junto que vai sair igualzinho!

Procure aprender a melodia, cantar (nem que seja escondido, se a sua voz "não ajuda") ou assobiar a melodia de forma que quando o vocalista estiver cantando-a, você tenha uma intimidade com a música e saiba o caminho da melodia, dessa forma você pode improvisar usando sua criatividade e dando mais beleza à música.

Prestar atenção no baixo, que geralmente é o "condutor" da harmonia da música e saber diferenciar um C de C/E (não é tocar C - Dó-Ré-Mi com a mão direita e E - Mi-Sol#-Si com a esquerda...

C/E é um acorde de Dó com inversão de sua Terça, então a sequência seria: C/E - Mi-Sol-Dó. [Mais informações sobre inversões]

Saber diferenciar um acorde de passagem de um acorde fixo.

Acordes de passagem são aqueles que servem de ponte ou preparação para outro e são executados de forma rápida que às vezes passam despercebidos: Exemplo: C7, Am7, Dm7, G7... geralmente são os Dominantes.

Devem ser diferenciados exatamente porque são rápidos e podem passar sem ser notados.

Ter sempre um bom livro, revista ou "amigo" de teoria, para evitar erros como: C7+ (o sinal + significa aumentado e não Maior, como a maioria grafa)

Procure ler bastante, assinar Revistas, comprar livros que tenham estudos de teoria e métodos de cifragem. Uma boa sugestão: Visite nossa Seção Recomendamos.

2 - Como aplicar as simbologias

Pesquise o que você tem dúvida na hora de usar as simbologias, ninguém sabe tudo e na dúvida não escreva errado;

Discuta com outros músicos os símbolos que pode/deve usar.

3 - Usando a criatividade.

Essa é a parte mais sensível da coisa, digamos!

Se você vai à um museu, vê os quadros do Portinari e não consegue entender, tudo bem, seu ramo é outro!

Se assiste um teatro onde os caras ficam: batendo lata, ligando e acelerando moto-serras, esmeril, derramando tinta, barro em cima dos dançarinos (argh!), controle-se, sua veia criativa é outra!

Isso não quer dizer que os citados têm falta de criatividade, cada um na sua, mas com alguma coisa em comum (tá parecendo comercial de cigarros!).

O que vocês têm em comum?

Têm visão diferente da arte.

A criatividade é uma coisa natural, um bom pianista pode tocar a vida toda, sempre de forma metódica e não gostar do que faz, mas suas apresentações serão sempre um homem e um piano, o que é muito diferente de um piano e um músico.

Já imaginou que o Michael Jackson dissesse que "detesta música pop" sendo ele considerado o rei da música pop? Pois é o que ele declarou recentemente. Pois é, amigos isso se chama conveniência!

Existem muitas formas de cifrar um hino, veja algumas:

Título: Deus está aqui.

1ª cifra: Normal

C G7 C C7
Deus está aqui, aleluia!

F G7 C C7
Tão certo como o ar que eu respiro

F G C
Tão certo como o amanhã que se levanta

F G7 C
Tão certo como eu te falo e podes me ouvir


2ª cifra: Com um pouquinho de criatividade


C G/B E Am C7
Deus está aqui, aleluia!

F9 G7 C C7
Tão certo como o ar que eu respiro

F9 G/F C E Am Am/G*
Tão certo como o amanhã que se levan....ta

F F/G C G
Tão certo como eu te falo e podes me ouvir


3ª cifra: Mais um pouquinho de criatividade


C G/B E Am Gm7 C7
Deus está aqui, alelu.......ia!

F7M F/G C Gm7 C7
Tão certo como o ar que eu respiro

F7M G/F C E Am Am/G*
Tão certo como o amanhã que se levan....ta

Dm7 F/G C F/G
Tão certo como eu te falo e podes me ouvir


3ª cifra: Re-harmonização


C7M Bb7M Am7 Gm79 F#7(#11)
Deus está aqui, alelu.......ia!

F7M F/G C7M
Tão certo como o ar que eu respiro

F7M G/F B/E E7 Am Am/G
Tão certo como o amanhã que se levan........ta

Dm7 G7(b9) C9
Tão certo como eu te falo e podes me ouvir

Como podemos observar a criatividade quebra todas as regras, pois o campo harmônico de Dó maior obedece os seguintes critérios:

Tríade:

I II III IV V Vi VII Graus harmônicos
C Dm Em F G Am Bm5- Acordes (cifras)
Dó - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá - Si
Mi - Fá - Sol - Lá - Si - Dó - Ré
Sol - Lá - Si - Dó - Ré - Mi - Fá

Tétrade

I7M II7 III7 IV7M V7 VI7 VIIº Graus harmônicos
C Dm Em F G Am Bm5- Acordes (cifras)
Dó - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá - Si
Mi - Fá - Sol - Lá - Si - Dó - Ré
Sol - Lá - Si - Dó - Ré - Mi - Fá
Si - Dó - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá

Obs: O VII é diminuto porque diminui-se a Terça e a Quinta.

José Ferreira Neto

 

Envie a alguém! Imprima! Discuta no fórum! Informar erro!


 

 

php hit counter

-